Tel: 11 5579-3338 / 5571-1736

  • Rua Pelotas, 358

    Vila Mariana - São Paulo - SP

  • Clínica - CROSP 15302
    Responsável Técnico:
    Prof. Dr. Francisco Octávio Teixeira Pacca CROSP 49759

  • Endereço

    Rua Pelotas, 358
    Vila Mariana - São Paulo - SP

  • Telefone

    11 5579-3338 / 5571-1736

  • Email

    pacca@diagnosticobucal.com.br

© 2020. Instituto do Sorriso. Todos os direitos reservados.

A incidência dos mais diversos tipos de câncer tem aumentando assustadoramente nos últimos anos no Brasil e no mundo. Isso certamente se deve a piora significativa na qualidade de vida das pessoas, no que diz respeito a estresse, alimentação, fumo, álcool e etc.

 

A incidência dos mais diversos tipos de câncer tem aumentando assustadoramente nos últimos anos no Brasil e no mundo. Isso certamente se deve a piora significativa na qualidade de vida das pessoas, no que diz respeito a estresse, alimentação, fumo, álcool e etc.

 

Felizmente, porém muitos tipos de câncer outrora incuráveis hoje são tratáveis através de cirurgia, radio e/ou quimioterapia.

 

Ocorre que a radioterpia na região de cabeça e pescoço e a quimioterpia produzem inúmeros efeitos colaterais como inapetência, alopécia (queda de cabelo ), fraqueza e mucosite. A mucosite consiste na presença de inlfamação generalizada nas mucosas da boca ( comparáveis à presença de dezenas de aftas….. ) que muitas vezes impedem os pacientes de se alimentar e até mesmo de ingerir líquidos, o que culmina com a interrupção do tratamento quimioterápico.

 

Além disso cada lesão na boca é uma porta aberta para a entrada de microorganismos num paciente que possui seu seistema imunológico debilitado. O papel do Estomatologista ( Cirurgião Dentista especialista em doenças da boca ) é prevenir as infecções e mucosites e quando estas ocorrerem, efetuar seu tratamento de maneira rápida e efetiva. É imperativo que o Estomatologista possa atender o paciente ANTES do início do processo de quimio ou radioterapia a fim de se detectar e tratar focos de infecção ativos ou que potencialmente possam complicar o tratamento do câncer. Para que se entenda bem, vamos dar um exemplo: Paciente portadora de câncer de mama vai ser submetida a sessões de quimio e radioterpia em 1 semana.

 

O Estomatologista vai fazer uma avaliação criteriosa da boca, através de exame clínico e radiografias e vai tratar quaisquer alterações da saúde bucal ( dentes, gengivas, língua e etc ). Além disso será inciada terapia com a aplicação de laser nas mucosas para prevenção da mucosite antes do início dos ciclos de quimioterapia, persistindo o tratamento até 5 dias após seu término.

 

Caso o paciente esteja internado, iremos até o hospital para atender, desde que haja anuência do Médico que o assiste.

 

Veja abaixo um caso de mucosite Grau 2 ( Os graus variam de 1 a 4 conforme a severidade )

Atendimento à Pacientes Oncológicos

A incidência dos mais diversos tipos de câncer tem aumentando assustadoramente nos últimos anos no Brasil e no mundo. Isso certamente se deve a piora significativa na qualidade de vida das pessoas, no que diz respeito a estresse, alimentação, fumo, álcool e etc.

 

A incidência dos mais diversos tipos de câncer tem aumentando assustadoramente nos últimos anos no Brasil e no mundo. Isso certamente se deve a piora significativa na qualidade de vida das pessoas, no que diz respeito a estresse, alimentação, fumo, álcool e etc.

 

Felizmente, porém muitos tipos de câncer outrora incuráveis hoje são tratáveis através de cirurgia, radio e/ou quimioterapia.

 

Ocorre que a radioterpia na região de cabeça e pescoço e a quimioterpia produzem inúmeros efeitos colaterais como inapetência, alopécia (queda de cabelo ), fraqueza e mucosite. A mucosite consiste na presença de inlfamação generalizada nas mucosas da boca ( comparáveis à presença de dezenas de aftas….. ) que muitas vezes impedem os pacientes de se alimentar e até mesmo de ingerir líquidos, o que culmina com a interrupção do tratamento quimioterápico.

 

Além disso cada lesão na boca é uma porta aberta para a entrada de microorganismos num paciente que possui seu seistema imunológico debilitado. O papel do Estomatologista ( Cirurgião Dentista especialista em doenças da boca ) é prevenir as infecções e mucosites e quando estas ocorrerem, efetuar seu tratamento de maneira rápida e efetiva. É imperativo que o Estomatologista possa atender o paciente ANTES do início do processo de quimio ou radioterapia a fim de se detectar e tratar focos de infecção ativos ou que potencialmente possam complicar o tratamento do câncer. Para que se entenda bem, vamos dar um exemplo: Paciente portadora de câncer de mama vai ser submetida a sessões de quimio e radioterpia em 1 semana.

 

O Estomatologista vai fazer uma avaliação criteriosa da boca, através de exame clínico e radiografias e vai tratar quaisquer alterações da saúde bucal ( dentes, gengivas, língua e etc ). Além disso será inciada terapia com a aplicação de laser nas mucosas para prevenção da mucosite antes do início dos ciclos de quimioterapia, persistindo o tratamento até 5 dias após seu término.

 

Caso o paciente esteja internado, iremos até o hospital para atender, desde que haja anuência do Médico que o assiste.

 

Veja abaixo um caso de mucosite Grau 2 ( Os graus variam de 1 a 4 conforme a severidade )